Perguntas mais frequentes

Tire suas dúvidas

A circulação sanguínea no organismo se dá pela saída do sangue do coração para todas as partes do corpo pelas artérias e o retorno pelas veias. O sangue sai facilmente do coração aos órgãos, porém, devido à força da gravidade, alguns mecanismos auxiliam a volta do sangue das pernas e pés ao coração.


Esta tarefa de retorno venoso é executada pelas veias por meio de válvulas venosas que direcionam o sangue para cima. Em uma pessoa saudável, as válvulas se abrem e se fecham favorecendo o retorno venoso. Essa atividade se torna mais fácil quando estamos deitados ou com as pernas elevadas. Em algumas pessoas, com o passar do tempo, vários fatores podem determinar ou provocar um mau funcionamento dessas válvulas.


A hipertensão arterial é causada pelo aumento anormal – e por longo período – da pressão que o sangue faz ao circular pelas artérias do corpo. Já a hipertensão venosa se dá pelo aumento da pressão nas veias, levando à obstrução do sistema venoso profundo, gerando a perda da função das válvulas venosas e causando o refluxo venoso.


Devido à hipertensão venosa, as veias podem perder a sua elasticidade. Dessa forma, começam a apresentar dilatação e as válvulas não se fecham mais de forma eficiente. A partir daí, o sangue passa a refluir e ficar “parado”, e esse refluxo desencadeia o início de um processo inflamatório.


Este aumento da pressão, inflamação venosa e dilatação anormal das veias levam à formação de varizes.

No verão, pessoas com a insuficiência venosa crônica (IVC) tendem a apresentar os sintomas mais evidentes da doença, como a sensação de peso e inchaço nas pernas.


Altas temperaturas costumam promover dilatação nas veias, inchaço e retenção de líquidos, especialmente nos membros inferiores. Dados da Sociedade Brasileira de Angiologia do Rio de Janeiro (SBACV-RJ) indicam que este aumento na incidência dos sintomas é de 20% a 30% no verão.


Confira algumas dicas para diminuir o desconforto nas pernas causado pelo verão:

    • Movimente-se!
    • Use roupas e sapatos confortáveis e leves
    • Hidrate-se bastante!
    • Faça uma dieta balanceada
    • Se persistirem os sintomas, consulte o seu angiologista

Procure ajude médica, fique livre dos desconfortos da IVC e aproveite o verão para exibir suas pernas!

A insuficiência venosa crônica (IVC), também conhecida como insuficiência venosa crônica (IVC), é uma doença que afeta boa parte da população brasileira e se caracteriza por sintomas como: dor, peso, inchaço, coceira, queimação e câimbras nas pernas, além do surgimento de vasos ou pequenas veias aparentes na superfície dos membros inferiores. Diversos fatores de risco podem estar associados ao desenvolvimento e à piora da DVC, como: gravidez, gênero, ficar em pé/sentado por períodos prolongados, idade, fatores genéticos, obesidade, sedentarismo e uso de medicação anticoncepcional.

É comum ouvir relatos de que os vasinhos/varizes retornam mesmo após o tratamento. E volta aquela vergonha de andar com as pernas de fora!
Isso pode acontecer. Vasinhos podem surgir na região pela persistência dos fatores de risco ou caso a fonte do problema não tenha sido completamente sanada.

O processo de formação das varizes pode ser contínuo e, principalmente, relacionado à genética do paciente e aos fatores de risco, como o sedentarismo, obesidade, uso de hormônios femininos etc. Por isso, recomenda-se o cuidado contínuo da saúde das pernas, fazendo uma avaliação e manutenção no mínimo anualmente para que se possa fazer um programa preventivo contra a evolução do quadro da insuficiência venosa crônica.


Mas não se preocupe, um angiologista ou um cirurgião vascular poderá te ajudar a amar suas pernas novamente!

O angiologista/cirurgião vascular é o médico responsável por cuidar dos vasos do sistema circulatório, o que inclui as artérias, as veias e também o sistema linfático. É este especialista que vai detectar e tratar a hipertensão venosa ainda na fase inicial, enquanto o cirurgião vascular vai atuar no tratamento cirúrgico

Mitos e verdades

Clique e descubra


As varizes são complicações internas, ou seja, uma ação externa como realizar uma depilação não implica em problemas na circulação dos vasos.


Para melhorar as varizes, é preciso diminuir o peso, fazer alguma atividade física aeróbica e consultar um angiologista periodicamente. O especialista poderá colaborar na prevenção e tratamento dos sintomas das varizes.


É preciso lembrar que as varizes são veias doentes, ou seja, sua função já está prejudicada e aquela veia é a causa dos sintomas na perna. Após a cirurgia, o sangue deixa de passar pela veia doente (que foi retirada) e os sintomas podem desaparecer.


Não há estudos científicos que comprovem o salto alto como causador de varizes. Porém o uso diário de salto alto por um tempo prolongado poderá dificultar o bombeamento do sangue nas pernas, facilitando o surgimento de sintomas como dor e queimação nas pernas. Por essa razão, é importante alongar as panturrilhas antes e depois de usar salto e variar com saltos mais baixos durante a semana. Curiosamente, não se devem usar sapatos sem salto também, como chinelos ou sandálias rasteirinhas para caminhar, pois, além de prejudicar a circulação, também fazem mal para a coluna.


Uma alimentação saudável e equilibrada é muito importante para o funcionamento do nosso corpo, incluindo nossas veias. Dessa forma, podemos evitar o risco de obesidade, que agrava ainda mais a formação das varizes e vasinhos, pois o peso sobrecarrega as nossas veias e as torna mais predispostas a adoecerem e se tornarem varizes.

  1. MIYAMOTTO, M. Por que e como se formam as varizes?. Vessel Medicina Vascular, 2020. Disponível em: https://vesselvascular.com.br/por-que-e-como-se-formam-as-varizes/. Acesso em: 30/06/2021.
  2. PINHEIRO, C.; TENÓRIO, G. Hipertensão: causas, sintomas, diagnóstico e como baixar a pressão. Veja Saúde, 2018. Disponível em: https://saude.abril.com.br/medicina/hipertensao-causas-sintomas-diagnostico-e-como-baixar-a-pressao/. Acesso em: 30/06/2021.
  3. BIERNATH, A. Varizes: porque surgem e como tratar. Veja Saúde, 2020. Disponível em: https://saude.abril.com.br/medicina/varizes-saiba-por-que-surgem-e-como-tratar/. Acesso em 30/06/2021
  4. Ministério da Saúde. Varizes. Biblioteca Virtual em Saúde (Dicas em Saúde), 2012. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/dicas/247_varizes.html. Acesso em: 30/06/2021.
  5. LEAL, F. J. et al. Fisioterapia vascular no tratamento da doença venosa crônica. Jornal Vascular Brasileiro, v. 14, p. 224-230, 2015.
  6. Alimentos que favorecem a circulação sanguínea nas pernas. Melhor com Saúde, 2018. Disponível em: https://melhorcomsaude.com.br/alimentos-favorecem-circulacao-sanguinea-nas-pernas-descubra-os/. Acesso em: 30/06/2021.
  7. HENKE, P. K. Chronic Venous Insufficiency. Society for Vascular Surgery. Disponível em: https://vascular.org/patients/vascular-conditions/chronic-venous-insufficiency. Acesso em: 30/06/2021.
  8. MEDEIROS, J.; MANSILHA, A. Estratégia terapêutica na doença venosa crônica. Angiologia e Cirurgia Vascular, Vol. 8, n. 3, 2012.
  9. Doença Venosa Crónica. Clínica CUF. Disponível em: https://www.cuf.pt/saude-a-z/doenca-venosa-cronica. Acesso em: 30/06/2021.
  10. DVC: Doença Venosa Crónica. Sociedade Portuguesa de Angiologia e Cirurgia Vascular, 2015. Disponível em: https://www.alertadoencavenosa.pt/dvc. Acesso em: 30/06/2021.
  11. LAMAITA, A. Afinal, por que as varizes e vasinhos voltam após serem tratados? Life Style ao Minuto. 2019. Disponível em: https://www.noticiasaominuto.com.br/lifestyle/915016/afinal-por-que-as-varizes-e-vasinhos-voltam-apos-serem-tratados. Acesso em: 30/06/2021.
  12. Entenda a diferença entre Varizes, Microvarizes e Telangiectasias (vazinhos). FisioDerme Clínica de Estética. Disponível em: https://www.fisioderme.com.br/entenda-diferenca-entre-varizes-microvarizes-e-telangiectasias-vasinhos/. Acesso em: 30/06/2021.
  13. Você sabe quais são as diferenças entre Varizes e Vasinhos?. Instituto Vida Vascular. Disponível em: http://www.vidavascular.com.br/voce-sabe-quais-sao-as-diferencas-entre-varizes-e-vasinhos/. Acesso em: 30/06/2021.
  14. Mitos e verdades sobre as varizes. Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular Regional Rio de Janeiro. Disponível em: http://www.sbacvrj.com.br/semanavascularIX/duvidas.html. Acesso em: 30/06/2021
  15. RAYMUNDO, C. L. Mitos e verdades sobre varizes para sanar todas as suas dúvidas. Vessel Medicina Vascular, 2020. Disponível em: https://vesselvascular.com.br/mitos-e-verdades-sobre-varizes-para-sanar-todas-as-suas-duvidas/. Acesso em: 30/06/2021